Publicação
O México, a segunda maior economia da América Latina e 14.ª do mundo, tornou-se muito mais aberta em 1996, quando realmente entrou em vigor o Tratado Norte-Americano de Livre Comércio (NAFTA, sigla em inglês de North American Free Trade Agreement, bloco econômico formado pelos Estados Unidos, Canadá e México), assinado em 1993.
Isso, combinado com a localização geográfica estratégica do México, fez a economia ficar fortemente dependente dos ciclos econômicos dos Estados Unidos – em particular a atividade manufatureira. A economia do México avançou a um ritmo saudável desde a crise financeira de 2008/2009, com crescimento médio anual de 3,1% do Produto Interno Bruto (PIB) – relativamente melhor do que outras grandes economias latino-americanas. Esse fato reflete, essencialmente, a recuperação da atividade econômica dos Estados Unidos ao longo desses anos.
Anexos

Clique aqui para fazer o download do arquivo

Adobe PDF | 862 Kb

Clique aqui para fazer o download do arquivo

Adobe PDF | 936 Kb

 

AMANDA FANTINATTI
* ECONOMISTA ESPECIALIZADA EM ESTUDOS SOBRE O MERCADO LATINO-AMERICANO DE PAPÉIS PARA EMBALAGENS, UMA DAS MAIS RECENTES ANALISTAS CONTRATADAS PELA RISI PARA FAZER COBERTURA E PROJEÇÕES SOBRE O MERCADO DE EMBALAGENS NÃO APENAS DA AMÉRICA LATINA, MAS TAMBÉM DA ÁFRICA, DA OCEANIA E DO ORIENTE MÉDIO.8: afantinatti@risi.com
Esta publicação fala sobre
Para procurar por publicações similares, clique
nos temas acima ou nos textos listados ao lado.
Você também pode realizar uma pesquisa
no campo superior desta página.
Você pode ainda publicar seu comentário logo abaixo, assim como mandar sua sugestão por e-mail.


Participe, deixe abaixo os seus comentários.

Ajax Indicator
Ajax Indicator

Institucional

Conheça aqui a rede de comunicação da Associação Brasileira Técnica de Celulose e Papel.

Contato

A ABTCP espera sua mensagem, seja para anunciar, enviar sugestões ou tirar dúvidas sobre nossas publicações.

O Papel | ABTCP | Todos os direitos reservados 2009