A LIGNINA, “INSUMO” BÁSICO NO MERCADO FUTURO

Artigos Assinados | Coluna Biomassa e Energia renovável | 26.04.2017
Publicação
A fração química de lignina de materiais lignocelulósicos possui características diferenciadas, dependendo do tipo de biomassa. É essa diferenciação a principal variável de contorno para o setor de base florestal ter competitividade no processo evolutivo do mercado futuro para a lignina, sob os auspícios do conceito de biorrefi-narias anexas a plantas de celulose. 
Anexos

Clique aqui para fazer o download do arquivo

PDF | 440 Kb

 

MAURO DONIZETI BERNI
PESQUISADOR DAS ÁREAS DE MEIO AMBIENTE E ENERGIA DO NÚCLEO INTERDICIPLINAR DE PLANEJAMENTO ENERGÉTICO (NIPE), DA UNIVERSIDADE DE CAMPINAS (UNICAMP-SP)
Esta publicação fala sobre
Para procurar por publicações similares, clique
nos temas acima ou nos textos listados ao lado.
Você também pode realizar uma pesquisa
no campo superior desta página.
Você pode ainda publicar seu comentário logo abaixo, assim como mandar sua sugestão por e-mail.


Participe, deixe abaixo os seus comentários.

Ajax Indicator
Ajax Indicator

Institucional

Conheça aqui a rede de comunicação da Associação Brasileira Técnica de Celulose e Papel.

Contato

A ABTCP espera sua mensagem, seja para anunciar, enviar sugestões ou tirar dúvidas sobre nossas publicações.

O Papel | ABTCP | Todos os direitos reservados 2009