BIORREFINARIA E O TRATAMENTO DE EFLUENTES

Artigos Assinados | Coluna Biomassa | 28.05.2018
Publicação
As biorrefinarias na indústria de papel e celulose têm tido
como principal foco a extração de lignina – pré-tratamento
de biomassa para plataforma dos açúcares, explosão a vapor
para fabricação de pellets, pirólise para produção de bio-óleo,
gaseificação e, mais recentemente, tecnologia de carbonização hidrotérmica
para tratamento de lodo.
Entretanto, uma janela de oportunidades para a indústria papeleira
abre-se para biorrefinarias no tratamento secundário de efluentes
industriais com a produção de biogás por meio de digestão anaeróbia
em reatores UASB (Upflow Anaerobic Sludge Blanket).
Anexos

Download do arquivo

PDF | 856 Kb

 

MAURO DONIZETI BERNI
PESQUISADOR DAS ÁREAS DE MEIO AMBIENTE E ENERGIA DO NÚCLEO INTERDICIPLINAR DE PLANEJAMENTO ENERGÉTICO (NIPE), DA UNIVERSIDADE DE CAMPINAS (UNICAMP-SP)
Esta publicação fala sobre
Para procurar por publicações similares, clique
nos temas acima ou nos textos listados ao lado.
Você também pode realizar uma pesquisa
no campo superior desta página.
Você pode ainda publicar seu comentário logo abaixo, assim como mandar sua sugestão por e-mail.


Participe, deixe abaixo os seus comentários.

Ajax Indicator
Ajax Indicator

Institucional

Conheça aqui a rede de comunicação da Associação Brasileira Técnica de Celulose e Papel.

Contato

A ABTCP espera sua mensagem, seja para anunciar, enviar sugestões ou tirar dúvidas sobre nossas publicações.

O Papel | ABTCP | Todos os direitos reservados 2009