Publicação
Os preços em euros dos papéis A4, offset, couchê e
imprensa tiveram fortes elevações na Europa (em
especial na Alemanha, França e Itália) em janeiro de
2022 e novos aumentos são previstos a ocorrer até
abril deste ano. Há casos de produtos cujos preços em janeiro de
2022 chegam a ser o dobro do praticado há um ano, conforme
informado pela EUWID.
Essas altas de preços de papéis de imprimir, escrever e de papel jornal ocorrem devido à redução de sua oferta e alta dos
custos de produção (em especial, devido a maiores gastos com
energia e produtos químicos na fabricação desses papéis). Apesar da tendência de queda da demanda por esses tipos de papéis, houve muitos fechamentos de fábricas na Europa e o ano
de 2022 começou com atrasos na entrega dos papéis citados.
Já os preços em euros dos papéis kraftliner ficaram estáveis
na Alemanha e na França em janeiro passado, frente a dezembro retrasado, após terem subido em vários meses de 2021. Na
Itália, no entanto, houve aumento dos preços em euros do papel
kraftliner em janeiro do corrente ano frente a suas cotações de
dezembro de 2021.
Altas de preços de papéis também ocorreram nos EUA, China
e no Brasil no começo de 2022, mas essas elevações não foram
tão generalizadas e tão intensivas quanto na Europa. Nos EUA,
por exemplo, o preço em dólar da tonelada de papel imprensa
aumentou em 3,6% em janeiro de 2022 em relação a sua cotação
de dezembro de 2021. Na China, houve alta de quase 1% no preço
em dólar norte-americano da tonelada de papelão em começo de
fevereiro (frente a sua cotação de começo de janeiro, ambos se
referindo a 2022). E no Brasil houve aumento de 5% no preço
em reais do papel offset nas vendas da grande indústria a grandes
compradores em fevereiro, frente a sua cotação de janeiro, apesar
de se manterem estáveis os preços de papéis cartão da linha branca e de alguns tipos de papéis de embalagem da linha marrom.
Os preços em dólar da celulose apresentam comportamentos
distintos nos mercados internacionais em final de 2021 e começo de 2022. Enquanto esses preços continuam a cair nos EUA,
eles se estabilizam na Europa e sobem na China.
Os preços em dólar de madeiras sólidas e de suas chapas
estão subindo nos países do Hemisfério Norte, em especial no
Canadá em começo de 2022. As dificuldades de extração de
madeiras das florestas durante o inverno (que ainda ocorre no
hemisfério norte), associado à recuperação da atividade econômica, são as razões para essas altas de preços.
Anexos

PDF | 825 Kb

 

Carlos José Caetano Bacha
Professor Titular da ESALQ/USP
Esta publicação fala sobre
Para procurar por publicações similares, clique
nos temas acima ou nos textos listados ao lado.
Você também pode realizar uma pesquisa
no campo superior desta página.
Você pode ainda publicar seu comentário logo abaixo, assim como mandar sua sugestão por e-mail.


Participe, deixe abaixo os seus comentários.

Ajax Indicator
Ajax Indicator

Institucional

Conheça aqui a rede de comunicação da Associação Brasileira Técnica de Celulose e Papel.

Contato

A ABTCP espera sua mensagem, seja para anunciar, enviar sugestões ou tirar dúvidas sobre nossas publicações.

O Papel | ABTCP | Todos os direitos reservados 2009